Sexta-feira, 25 de Outubro de 2013

Assim que, meu amor, meu cárcere será teu coração, as cadeias o amor, as portas que me impedirão de sair será tua Santíssima Vontade, tuas chamas serão meu alimento, tua respiração será a minha.

"Memórias da Serve de Deus Luisa Piccarreta".

 

(continuação e final da 4ª Hora)

 

Oh, Jesus, beijo tua mão direita, e intento reparar todos os sacrilégios, especialmente as missas mal celebradas.  Quantas vezes, meu amor Tu és obrigado a descer do Céu nas mãos dos sacerdotes, que em virtude de seu  poder te chamam, e encontras essas mãos cheias de lama, que jorram imundice, e Tu, ainda que sinta náusea dessas mãos te vês obrigado por teu amor a permanecer neles!

 

E mais, em alguns sacerdotes, Tu encontras neles os sacerdotes de tua Paixão, que com seus enormes delitos e sacrilégios renovam o deicídio.  Meu Jesus, me dá espanto  só de pensar!  E outra vez, como na Paixão,  estás naquelas mãos indignas, como manso corderinho, esperando de novo tua morte.

 

 Oh, Jesus, quanto sofres, Tu quisestes uma mão amorosa para libertar-te dessas mãos sanguinárias!

 

Ah, te rogo que quando te encontres nessas mãos me chames para estar presente, e para reparar-te quero cobrir-te com a pureza dos anjos, perfumar-te com tuas virtudes para diminuir o fedor daquelas mãos e meu coração como consolo e refúgio, e enquanto estejas no meu eu te rogarei pelos sacerdotes, para que sejam dignos ministros teus, e não ponham em perigo tua Vida Sacramental.

 

Oh, Jesus, beijo teu pé esquerdo, e quero reparar por quem te recebe por rotina e sem as devidas disposições.

 

Oh, Jesus, beijo teu pé direito, e quero reparar por aqueles que te recebem para ultrajar-te.  Ah, te rogo que quando se atrevam a fazer isto, renoves o milagre quando Longino te traspassou o coração com a lança, e no fluxo daquele sangue que brotou, tocando-lhe os olhos, o converteste e o curaste, e assim, ao teu toque Sacramental, convertas as ofensas no amor.

 

Oh, Jesus, beijo teu coração, contra o qual se faz  todas as ofensas, e eu  tento reparar  tudo, e por todos dar-te uma correspondência de amor, e sempre junto contigo compartilhar tuas penas.

 

Ah, te rogo celestial arqueiro de amor, se alguma ofensa foge à minha reparação, aprisiona-me em teu coração e em tua Vontade, afim de que nada  me escape.

 

Rogarei à doce Mãe que me tenha alerta, e junto com Ela te repararemos tudo e por todos, juntas   beijaremos, e fazendo-nos tua defesa afastaremos de Ti as ondas das amarguras que recebes das criaturas.

 

Ah, Jesus, recorda que também eu sou uma pobre encarcerada, é verdade que teu cárcere é mais estreito, qual o breve giro de uma hóstia, por isso encerra-me em teu coração, e com as cadeias de teu amor não só aprisiona-me, mas ata um por um de meus pensamentos, meus afetos, meus desejos, ata-me as mãos e os pés ao teu coração para que eu não tenha outras mãos e outros pés que os teus.

 

Assim que, meu amor, meu cárcere será teu coração, as cadeias o amor, as portas que me impedirão de sair será tua Santíssima Vontade, tuas chamas serão meu alimento, tua respiração será a minha, assim que não verei mais que chamas, não tocarei senão no fogo, que me darão vida e morte, como a que sofres Tu na hóstia, e assim te darei minha vida; e enquanto eu ficarei aprisionada em Ti, Tu ficarás livre em mim.

 

Não foi  este teu intento ao encarcerar-te na hóstia, o ser desencarcerado pelas almas que te recebem, tomando vida nelas?  Por isso, em sinal de amor abençoa-me e dá-me um beijo, eu te abraço e permaneço em Ti.

 

Porém, oh, meu doce coração, vejo que depois de que  instituístes o Santíssimo Sacramento e que  vistes as enormes ingratidões e ofensas das criaturas, se bem ficando ferido e amargurado, não desistes, ou melhor, queres afogar tudo na imensidão de teu amor; vejo que instruis os teus apóstolos, e depois agregando  o que Tu fizeste,  o devem fazer eles também, dando-lhes poder de consagrar, e de tal maneira os ordenas sacerdotes e instituís este outro sacramento.

 

 Assim, oh, Jesus, em tudo pensas e tudo reparas, as pregações mal feitas, os sacramentos administrados e recebidos sem as disposições necessárias, e por isso, sem efeitos; as vocações equivocadas dos sacerdotes, por parte deles como por parte de quem os ordena, não usando todos os meios para conhecer as verdadeiras vocações.  Nada  te escapa, oh, Jesus, e eu quero seguir-te e reparar todas estas ofensas.

 

Depois  que destes cumprimento a tudo, em companhia de teus apóstolos te encaminhas ao horto de Getsêmani para dar princípio à tua dolorosa Paixão.  Seguirei-te em tudo, para fazer-te fiel companhia.

publicado por emtudoavontadedeus às 22:50
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

. logotipo sapo

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Himno de La Liturgia de l...

. O menino que conseguiu fa...

. Ou se está com Jesus, ou ...

. Há homens que dizem: se D...

. «Poderemos ficar no céu, ...

. Advertência da incompatib...

. A parte mais bonita, a pa...

. "A imensidade de Deus é a...

. Médico ao remover seus ov...

. A MELHOR CANÇÃO PARA DEUS...

.arquivos

. Abril 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.contador de visitas

estatisticas gratis

. logotipo sapo