Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2013

Entre a dor e a esperança,creio honestamente que há que respeitar a decisão do Papa Bento XVI. Creio também que temos que rezar por ele, talvez mais que nunca, pois estou certo de que está sofrendo horrivelmente.

Os Blogs de ReligionenLibertad.com

Entre a dor e a esperança

Pe Santiago Martin- 12 fevereiro 2013-religionenlibertad.com

Surpresa, quase até chegar em um autêntico “schock”. Estupor. Dor. Inclusive medo pelo que possa suceder. Mil perguntas, algumas delas, sem resposta. Tudo isso é o que passou por minha alma em um primeiro momento ao saber da notícia da demissão de Bento XVI.

O Papa se vai, se demite, abandona um cargo para o qual foi eleito pelo Espírito Santo, através dos cardeais, e que seu predecessor –João Paulo II- não quis abandonar apesar de estar em muito precárias condições de saúde. Mas se vai porque, disse ele mesmo, crê que é o melhor para a Igreja, pois já não tem forças nem físicas nem espirituais para seguir no cargo. Golpearam-no tanto –desde o caso Maciel e os sucessivos escândalos de pederastia, até o castigo do cardeal Mahony por amparar os clérigos que cometeram esses delitos, passando pelo dolorosíssimo Vatileaks e as intrigas e lutas pelo poder que se puseram em manifesto devido a essa infiltração de documentos-, que sua alma e seu corpo já não dão mais de si. Uma vez demitido, segundo disse esta mesma manhã o porta-voz do Vaticano, Padre Lombardi, o de novo cardeal Ratzinger se dedicará à oração e a escrever. Não vai intervir, como é lógico, no processo de sucessão.

Creio honestamente que há que respeitar sua decisão. Creio também que temos que rezar por ele, talvez mais que nunca, pois estou certo de que está sofrendo horrivelmente. Mas também creio que temos que nos colocar em seguida a rezar pela Igreja e por seu sucessor. O momento que atravessamos é inquietante, inclusive perigoso, mas estamos seguros de que o Espírito Santo não abandonou a Igreja, como não a abandonou quando Celestino V se demitiu em 1294 e foi sucedido por Bonifácio VIII, ou como não a abandonou quando morreu João Paulo I depois de poucos meses de pontificado. Por isso, além da dor, a surpresa e as mil perguntas, o importante agora é rezar, manter a calma e não perder a esperanza. Em Deus confiamos sempre.

http://www.magnificat.tv/es/node/2928/2


Gostou desse artigo? Comente-o com teus amigos e conhecidos:
http://religionenlibertad.com/articulo.asp?idarticulo=27635

publicado por emtudoavontadedeus às 00:25
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

. logotipo sapo

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Himno de La Liturgia de l...

. O menino que conseguiu fa...

. Ou se está com Jesus, ou ...

. Há homens que dizem: se D...

. «Poderemos ficar no céu, ...

. Advertência da incompatib...

. A parte mais bonita, a pa...

. "A imensidade de Deus é a...

. Médico ao remover seus ov...

. A MELHOR CANÇÃO PARA DEUS...

.arquivos

. Abril 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.contador de visitas

estatisticas gratis

. logotipo sapo