Terça-feira, 25 de Março de 2014

Com o tempo compreenderam que se encontravam diante de um fenômeno sobrenatural: se tratava realmente do Menino Jesus, que se manifestava embaixo das aparências de um adolescente.

"Memórias da Serva de Deus Luisa Piccarreta"

O soldado noivo

Uma senhora muito velha, chamada Maria Doria, a qual eu conheci, contava que sua mãe, contemporânea de Luisa, no verão saía para ir à Torre Disperata, uma fazenda perto daquela onde vivia a família Piccarreta.

Esta senhora estava a par dos fenômenos relacionados com Luisa Piccarreta menina; os havia narrado sua mãe com luxo de detalles.

Sua mãe, em sua infância ia acompanhar e brincar com Luisa e com suas irmãs, pois eram amigas íntimas.

Muitas vezes notavam que Luisa brincava com um jovem desconhecido.

No princípio acreditavam que vinha de uma casa de perto.

O raro era que só brincava e falava com Luisa e, depois de certo tempo, se ia.

As irmãs e as amigas lhe perguntavam quem era esse jovem.

Ela, sorrindo, não respondia nada. Uma vez disse «Sim», quando fizeram uma pergunta para ela: «É teu noivo?».

Com o tempo compreenderam que se encontravam diante de um fenômeno sobrenatural: se tratava realmente do Menino Jesus, que se manifestava embaixo das aparências de um adolescente. O fenômeno se verificava cada vez que Luisa era atacada pelas forças diabólicas.

A aparição de Jesus era a consolação pelo que tinha sofrido. Uma vez, a encontraram metida, como uma espiral, entre as barras de ferro de sua cama e foi necessária a intervenção do ferreiro para livrá-la.

O surpreendente foi que seu corpo ficou ileso.



Outra vez a encontraram perto do teto da sala, pendurada em um gancho que normalmente se penduravam salsichas.




Frente a estes fenômenos Luisa se livrava normalmente com orações dirigidas à Santíssima Virgem, encontrando refúgio na cavidade de um grande tronco de árvore, que ainda existe nesse lugar. 

Em outra ocasião, viram que de um pequeno montículo perto da fazenda que se elevava, uma grande chama, e dado que Luisa ia brincar nesse montículo, sua mãe e seu pai correram imediatamente para apagar o fogo. Foi inútil sua corrida: Luisa estava tranquilamente sentada em cima de uma rocha, olhando o céu, sem rastros de fogo em torno de sua pessoa.

Muitas vezes Luisa se punha a contemplar o sol, em pleno meio-dia, sem que seus olhos sofressem dano algum. Minha tia Rosaria me disse que este fenômeno durou até sua morte. Com efeito, através de seus escritos, podemos descobrir que o sol era um astro privilegiado para Luisa. Relacionava-o com a Santíssima Trindade.

Os anos haviam passado; Luisa era já famosa em toda Corato; estava em seu apogeu a guerra mundial. O irmão soldado da senhora Maria Doria anunciou, com uma carta enviada da Sicilia, seu noivado com uma jovem da ilha.

A mãe se entristeceu muito porque seu filho já estava comprometido con um «bom partido», uma jovem rica de Corato. Havia sido um noivado arranjado pelos pais, como se fazia naquela época. A mãe chorava e exclamava: «Pobre filho meu, o embrulharam; a máfia entrou em minha casa!». Na Sicília, nesses tempos, se refugiava nesse lugar o bandido Giuliani.

Um dia pediu para sua filha mais velha que fosse até Luisa e lhe dissesse que era a filha de sua amiga de infância e que se lembrasse das palavras que pronunciasse. 

A jovem foi à casa de Luisa, na rua Madalena; levou as saudações de sua mãe, muito gratas a Luisa e a conversa versou sobre o período em que estavam nas fazendas de Torre Disperata. Luisa acrescentou: «Quantas orações e quantas mortificações naqueles lugares!». 

Luisa, agradecendo à jovem a cortesia, disse que dissesse à sua mãe que orasse muito, como faziam quando estavam na fazenda, e que fizesse todas as práticas de piedade que nunca deviam descuidar-se para que se pudesse cumprir a Vontade de Deus.

Logo, à queima-roupa, olhando-a, disse: «Mas, por que estás triste?». E a jovem contou o caso de seu irmão e as preocupações de sua mãe. Luisa lhe disse: «Como pode dizer que essa jovem é pior que a primeira? Que ore ao Senhor e seu coração se verá consolado».

A jovem levou a resposta de Luisa a sua mãe, que exclamou: «Meu filho está a salvo!». Com efeito, logo supôs que a jovem siciliana era de boa família, religiosíssima; em sua família havia inclusive dois tios sacerdotes.

O jovem, mais tarde, se casou na ilha, formou uma magnífica família e constituiu assim a felicidade de sua mãe.

publicado por emtudoavontadedeus às 22:30
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Sexta-feira, 14 de Março de 2014

E havendo crescido, antes de me deixar naquela noite, disse: "Mãe, irei pelo mundo, caminharei ligeiro, sem o peso do dinheiro, do possuir, sem o peso de um bolso. Irei ligeiro para levar o amor!"

Maria fala á Giuliana Butini

 

83. Sede pobres de espírito.

 

 

 

Quando Jesus era menino usava sandálias de couro. No verão, eu gostava de ver a beleza de seus pezinhos desnudos, as unhas rosadas e a cor âmbar da pele:

 

"Mãe,  despregou uma correia da minha sandália:  me dá  um martelo e um prego eu   conserto sozinho!"

 

Tinha somente cinco anos! José saiu da oficina levando um preguinho e o martelo: "Jesus, eu conserto sua sandália..."

 

José se ocupa  também de vocês, como faz um pai de família, de toda vossa família, mas está em vocês pedir a ele!

 

"Mamãe, papai José deixou como nova minha sandália! Posso ir correr e ver se aguenta?". E saiu correndo ligeiro: parecia que não tocava o solo!

 

Outro dia veio a mim preocupado:

"Mamãe, correndo no jardim rasguei a barra de minha roupa e ficou um pedacinho de pano no roseiral, sobre os espinhos..."

 

"Filhinho, vem, posso consertar agora: corto um pouco tua roupinha e tudo ficará como antes!"

 

Era Deus na terra e se preocupava também por pequenas coisas! Por nós, para não dar desgostos ou preocupações a nós!

 

"Caminharei suave, assim não gastarei tanto as solas..."

 

E havendo crescido, antes de me deixar  naquela noite, disse: "Mãe, irei pelo mundo, caminharei ligeiro, sem o peso do dinheiro, do possuir, sem o peso de um bolso. Irei ligeiro para levar o amor!"

 

E se foi: um só par de sandálias, determinado, uma só túnica...

 

Também vocês devem andar rápidos pelo mundo: ou seja, pobres no espírito! Sem apego às coisas, as coisas prendem. Se olham demasiado às coisas perdem de vista  Deus! Sejam pobres no espírito e serão verdadeiramente ricos no espírito!

 

Quantas recordações da primeira infância de Jesus, que são só minhas! Pequenas coisas, palavras cotidianas, sorrisos e episódios... que estão na vida de todos os meninos e de todas as mamães!

 

"Se amanhã, que é festa, você me der uma pedaço de fogaça com mel, Eu ficarei mais em festa!"

 

Eu sorri diante daquelas palavras: "ficarei mais em festa!"

 

E corri em seguida para preparar essa fogaça, e na massa pus também um pouco de uvas passas. Pequenas coisas, sorrisos, palavras cotidianas... a vida de cada dia... Jesus orava ao Pai Celeste, às vezes em voz alta, e Eu escutava:

 

"Pai Nosso, Pai que estás nos Céus, ajuda os homens a serem bons, faz que todas as crianças tenham nas festas sua fogaça com mel!"

 

A oração daquele dia me comoveu!

 

"Myriam, escuta!  Jesus fala ao Pai e pede para todas as crianças uma fogaça com mel!"

 

"Pai Nosso, que estás nos Céus, dá aos homens o pão para a matéria e o pão para o espírito!"

 

Nos dias de festa punha sempre sobre a mesa uma vasilha cheia de flores, se era verão ou primavera. Quando não tinha flores, punha ramos e folhas, geralmente as folhas das oliveiras de nossa horta:

 

"Que paz! Mãe, estas folhas me fazem pensar na paz deste dia, esta mesa, você Mamãe, você papai José,  a fogaça e as folhas das oliveiras e a lâmpada acesa!"

 

"Estejam todos em paz com o mundo, e ficarão em paz com vocês mesmos. Estejam em paz con Deus: terão Sua paz!"

 

 3 de Fevereiro de 1982

publicado por emtudoavontadedeus às 20:14
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 6 de Março de 2014

Não é verdade que se conhecêsseis a este Pai que ama a todos sem distinções e vos chama a todos com o bonito nome de filhos, me amaríeis como filhos afetuosos e o amor que me daríeis não se perderia.

("Mensagem do Pai" dada à Madre Eugenia Ravasio) 


 


Meus filhos, quem sabe se não seria verdade que, se soubessem que tendes um Pai que pensa em vós e que vos ama com um amor infinito, vos esforçaríeis, por reciprocidade, em serem mais fiéis a vossos deveres cristãos e também de cidadãos, para serem justos e para render justiça a Deus e aos homens?


Não é verdade que se conhecêsseis a este Pai que ama a todos sem distinções e que, sem distinções, vos chama a todos com o bonito nome de filhos, me amaríeis como filhos afetuosos, e o amor que me daríeis não se perderia, com meu impulso, um amor ativo que se estenderia ao resto da humanidade que não conhece ainda esta sociedade de cristãos, e menos ainda a quem os criou e que é seu Pai?


 


Se alguém fosse para falar a todas estas almas abandonadas em suas superstições, ou a tantas outras que chamam a Deus porque sabem que existo sem saber que estou perto delas, se dissesse a elas que seu criador é também seu Pai que pensa nelas e que se ocupa delas, que as rodeia com um afeto íntimo no meio de tantos sofrimentos e desencorajamentos, obteria a conversão, mesmo dos mais obstinados, e estas conversões seriam mais numerosas e também mais sólidas, ou melhor dizendo, mais perseverantes.


Alguns, examinando a obra de amor que estou fazendo no meio dos homens encontrarão algo para criticar, e dirão assim: - Porém os missionários, desde que chegaram a esses países longínquos, não falam aos infiéis de outra coisa que de Deus, de sua bondade, de sua misericórdia; que poderiam dizer mais de Deus se falam sempre d'Ele?


 


Os missionários tem falado e falam ainda de Deus segundo o que me conhecem eles mesmos, mas vos asseguro que não me conheceis como sou, por isto venho para proclamar-me Pai de todos e o mais terno dos pais, e para corrigir o amor que me dais e que está falseado pelo temor.


 


 

publicado por emtudoavontadedeus às 00:47
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

. logotipo sapo

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Himno de La Liturgia de l...

. O menino que conseguiu fa...

. Ou se está com Jesus, ou ...

. Há homens que dizem: se D...

. «Poderemos ficar no céu, ...

. Advertência da incompatib...

. A parte mais bonita, a pa...

. "A imensidade de Deus é a...

. Médico ao remover seus ov...

. A MELHOR CANÇÃO PARA DEUS...

.arquivos

. Abril 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.contador de visitas

estatisticas gratis

. logotipo sapo