Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2012

O ex-reitor do maior templo episcopal dos Estados Unidos se converte e se tornará sacerdote.

ReligionenLibertad.com

É católico desde novembro. O ex-reitor do maior templo episcopal dos Estados Unidos se converte e se tornará sacerdote «Encontrei na Igreja o que há muito tempo estava buscando», reconhece Larry Gipson, de 70 anos.


Mar Velasco / ReL - 13 dezembro 2012 - religionenlibertad.com

«Dentro de 26 anos não haverá ninguém que frequente as liturgias e a comunidade episcopal»

Uma de cada três paróquias episcopais desaparecerá antes de cinco anos, forneceu um relatório.

Um bispo episcopal nos Estados Unidos casou o primeiro casal de «sacerdotisas» lésbicas

O Papa cria o Ordinariato Anglo-Católico dos Estados Unidos: 1.500 anglicanos pedem para entrar.
Foi durante doze anos deão da catedral de Birmingham (Alabama) e reitor na St. Martin Episcopal Church de Houston, onde contou entre seus paroquianos o ex-presidente Bush pai e sua esposa Bárbara. Porém no mês de novembro passado, o reverendo Larry Gipson foi aceito como católico no Ordinariato Pessoal da Cátedra de São Pedro, uma estrutura criada pelo Papa Bento XVI para aceitar ex-anglicanos na Igreja católica mantendo alguma de suas tradições, como p Livro de Oração Comum.

“Sem excluir as celebrações litúrgicas segundo o Rito Romanoo Ordinariato tem a faculdade de celebrar a Eucaristia e os demais sacramentos, a Liturgia das Horas e as demais ações litúrgicas segundo os livros litúrgicos próprios da tradição anglicana aprovados pela Santa Sé, com o objetivo de manter vivas no seio da Igreja católica as tradições espirituais, litúrgicas e pastorais da Comunhão anglicana, como dom precioso para alimentar a fé de seus membros e riqueza para compartilhar”, reza o decreto.

A questão da autoridade
O reverendo Gipson se encontra atualmente entre os 69 candidatos ao sacerdócio do Ordinariato e está realizando um curso de retiro e formação em Houston. “É um presente muito grande que um sacerdote da maior igreja episcopal dos Estados Unidos seja hoj católico”, assegura. “Foi a natureza da autoridade na Igreja Católica o que me atraio para ela”, explica. “Durante muito tempo minha grande preocupação foi a estrutura de autoridade da igreja episcopal, e quando me retirei seguia dando voltas: o verdadeiro problema anglicano é a falta de uma autoridade apostólica. E a proximidade à história da fé me levou a desejar formar parte da Igreja de Roma”, explica.

Muitos episcopais saíram da denominação por desacordo em questões como a consagração de bispos homossexuais ou a bênção das uniões do mesmo sexo, Gipson assegura que ele não está com raiva: “Eu não tenho direito de pedir à Igreja Anglicana que mude suas tradições para mim, sou eu que tem que fazer as mudanças”, sustenta.

Anglicanismo, uma doutrina à deriva
“O anglicanismo sempre tem sido relutante em definir a doutrina, porque existem nele facções opostas, e a doutrina se tornou tão turva que os fiéis podem ter crenças opostas e seguir sendo anglicanos”, afirma. “Estou muito agradecido à Igreja episcopal, passei toda minha vida nela, todos meus amigos e as pessoas que quero, estão ali. De nenhuma maneira vou falar mal dela ou me enraivecer. Simplesmente estou feliz porque encontrei o que há muitoo tempo estava buscando”. Gipson está feliz pela possibilidade de ser ordenado sacerdote católico.

No princípio deste ano obteve o título de doutor em teologia católica da St. Thomas University, que se soma ao seu mestrado na Universidade de Yale, e não perde ocasião de expressar sua ilusão por poder seguir exercendo o ministério: “Fui sacerdote episcopal durante 42 anos. Não posso imaginar minha vida sem ser sacerdote, estou ansioso por voltar ao trabalho sacerdotal, mas agora, finalmente, como católico”, reconhece.

Um sacerdote casado
Gipson, de 70 anos de idade, está casado com Mary Frances, e como tal, acolherá ao regime especial do ordinariato que admite como presbíteros homens casados, segundo os procedimentos desenvolvidos pelo papa João Paulo II para a recepção de sacerdotes anglicanos casados, que podem chegar a ser presbíteros mas não bispos. Tal como explicava o cardeal Bertone em uma entrevista, “mesmo aceitando sacerdotes anglicanos casados no ordinariato, o valor permanente do celibato será reafirmado, fazendo necessário que no futuro, os sacerdotes celibatários sejam a normalidade”.

Gostou desse artigo? Comente-o com teus amigos e conhecidos:
http://religionenlibertad.com/articulo.asp?idarticulo=26478

publicado por emtudoavontadedeus às 20:57
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2012

Os presentes que pediu o pequeno Joseph Ratzinger no Natal de 1934. Sua carta ao Menino Jesus, foi exposta em Munique.

ReligionenLibertad.com

 

Os presentes que pediu o pequeno Joseph Ratzinger no Natal de 1934. Sua carta ao Menino Jesus, foi exposta em Munique. Foram só três coisas que já auguravam um futuro sacerdotal. Figuram em um papel que escreveu com seus irmãos Maria e Georg.


ReL - 18 dezembro 2012 - religionenlibertad.com

Até 6 de janeiro fica exposta em Munique a carta que o pequeno Joseph Ratzinger, de sete anos, escreveu ao Menino Jesus em 1934 pedindo-lhe seus presentes de Natal. O documento foi achado faz anos em sua casa de Pentling (no município alemão de Ratisbona) durante umas obras de restauração. É um único papel -era caro e havia que economizar, pois seus pais não dispunham de grandes meios econômicos- em que figuram as petições de seus irmãos Georg (três anos mais velho que ele e ainda vivo) e Maria (a primogênita, falecida em 1991).

"Querido Menino Jesus", começa o futuro Papa: "Dentro em pouco descerás sobre a terra. Queria que me trouxesses um missal, uma casula verde e um Coração de Jesus. Serei sempre um bom menino. Saudações. Joseph Ratzinger".

Na Baviera o natal dos Ratzinger é o Menino que traz os presentes de Natal, segundo uma tradição vigente também em muitos outros países europeus.

Georg, de 10 anos, pedia para si uma partitura de música e uma casula branca, prevendo já então as duas grandes vocações que deram sentido a sua vida como sacerdote e diretor do coro da catedral de Ratisbona. Enquanto Maria, de 13 anos, pedia um livro de desenhos.

As petições de Georg e Joseph de umas casulas não é uma excentricidade. O "brincar de missas" era relativamente frequente entre os meninos daquela época e não só na Baviera, também na Espanha. Em seu livro-entrevista com Michael Hesemann "Meu irmão, o Papa", Georg recorda que algumas dessas casulas as bordava sua mãe ou uma costureira.

Gostou desse artigo? Comente-o com teus amigos e conhecidos:
http://religionenlibertad.com/articulo.asp?idarticulo=26568

publicado por emtudoavontadedeus às 20:52
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2012

O Vaticano disse que o mundo não acabará em 21 de dezembro como asseguram as profecias maias.

ReligionenLibertad.com

José Funes, do Observatório Astronômico

O Vaticano disse que o mundo não acabará em 21 de dezembro como asseguram as profecias maias

Efe - 12 diciembre 2012- religionenlibertad.com
O fim do mundo, "por agora", não chegará, afirmou hoje o diretor da Observatório Vaticano (Observatório Astronômico), José Funes, disse que não há com que se preocupar por causa das "profecias" que se atribuem aos maias que fixa o fim do mundo para o próximo 21 de dezembro.

O jesuíta Funes disse que nos últimos dias só se fala do iminente fim do mundo, que os maias teriam predito para 21 de dezembro de 2012, e que basta navegar pela internet para ver que esse tema registra 40 milhões de resultados.

"Segundo essa ´profecia´, se verificaria um alinhamento dos planetas e do sol com o centro da Via Láctea e uma inversão dos polos magnéticos do campo terrestre. Não vale a pena discutir a base científica dessas afirmações, obviamente falsas", disse Funes no diário vaticano "L´Osservatore Romano".

Funes explicou que em 2003, enquanto participava na Universidade de Tegucigalpa em um curso de astronomia extra-galática, visitou as ruínas de Copan (Honduras) e constatou a capacidade de observação do céu que mostravam os maias.

Em qualquer caso -prosseguiu- os maias não se perguntavam se a terra ou o sol eram o centro do cosmos, estavam mais interessados em encontrar "um desenho repetitivo de observações passadas que se pudessem reproduzir no futuro, já que nessa cultura o tempo tinha uma dimensão cíclica e repetitiva".

O jesuíta demonstrou que não lhe preocupa em nada essa "profecia" e prova disso é que fez piada sobre o curso de astronomia extra-galática, que "não se trata de um estudo dos jogadores do Real Madrid (são conhecidos como os ´galáticos´), mas das galáxias".

O astrônomo refletiu sobre o destino do cosmos e disse que se sabe que o universo çou há uns 14.000 milhões de anos, que é composto por 4 por cento de matéria ordinária, em 23 por cento de matéria escura e de 73 por cento de energia escura e que, segundo os dados mais fiáveis, se expande continuamente e essa expansão está acelerada pela energia escura.

Si ese modelo es correcto en un futuro muy distante, "hablamos de miles de millones de miles de millones de años, acabará por romperse" y esto es lo único que la cosmología puede decir en estos momentos con una cierta base científica sobre el futuro del universo, añadió el jesuita argentino.

O diretor do Observatório Vaticano disse que na visão cristã o universo e a história têm um sentido e que no ser humano existe a convicção de que a morte não pode ter a última palavra.

"A cosmologia nos mostra que o universo vai até um estado final de frio e escuridão e a mensagem cristã nos ensina, pelo contrário, que na ressurreição final, a do último dia, Deus reconstruirá a cada homem, cada mulher e todo o universo", ressaltou.

Gostou desse artigo? Comente-o com teus amigos e conhecidos:
http://religionenlibertad.com/articulo.asp?idarticulo=26465

publicado por emtudoavontadedeus às 19:55
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2012

“Tu o dizes: Sou Rei. Para isto nasci e para isto vim ao mundo: para ser testemunha da verdade. Todo aquele que é da verdade, escuta minha voz.” (Jo 18, 36-38)

Os Blogs de ReligionenLibertad.com

Seguir o Rei da verdade

pe. santiago martin -25 novembro 2012 - religionenlibertad.com


“Tu o dizes: Sou Rei. Para isto nasci e para isto vim ao mundo: para ser testemunha da verdade. Todo aquele que é da verdade, escuta minha voz.” (Jo 18, 36-38)

A solenidade de Cristo Rey, que termina o ano litúrgico, nos convida a por Cristo em primeiro lugar de nossos interesses, de nosso coração. E, neste ano, a Igreja nos propõe o Evangelho em que o Senhor aceita o título de Rei, mas o faz com uma conotação especial: Ele é o Rei da verdade e só quem está na verdade pode entendê-lo, escutá-lo, segui-lo.
O problema é que a verdade geralmente aparece fracionada: cada um tem sua verdade e cada um crê que sua verdade é a autêntica e inclusive a única. Como fazer para não cair num subjetivismo que nos faça estar enganados, vivendo na mentira, enquanto cremos estar com a verdade e com Cristo?. Só há um caminho seguro: escutar e seguir Cristo vivo, na Igreja.
Assim, pois, se na semana passada meditávamos sobre a vida que traz a palavra de Deus, em comparação com algumas palavras “humanas”, hoje devemos fixar-nos nessa palavra divina que é também a que nos dá a plenitude da verdade e que graças a isso se converte no caminho mais reto para chegar à vida. Agora, se em algum momento nossos critérios éticos não coincidem com o que Cristo nos ensina e a Igreja nos recorda, não pensemos que Cristo estava equivocado porque viveu há dois mil anos, mas os que estão equivocados somos nós. Se queremos “estar na verdade” devemos escutar a voz do Mestre e submeter-nos à ela, em lugar de pretender que seja o Senhor que se submeta a nós, aos nossos interesses, às modas ou aos ditados dos poderosos deste mundo que buscam manipular as conciências para seu próprio benefício.

http://www.magnificat.tv/es/node/2427/204

Gostou desse artigo? Comente-o com teus amigos e conhecidos:
http://religionenlibertad.com/articulo.asp?idarticulo=26133

publicado por emtudoavontadedeus às 16:44
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

. logotipo sapo

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Himno de La Liturgia de l...

. O menino que conseguiu fa...

. Ou se está com Jesus, ou ...

. Há homens que dizem: se D...

. «Poderemos ficar no céu, ...

. Advertência da incompatib...

. A parte mais bonita, a pa...

. "A imensidade de Deus é a...

. Médico ao remover seus ov...

. A MELHOR CANÇÃO PARA DEUS...

.arquivos

. Abril 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.contador de visitas

estatisticas gratis

. logotipo sapo